BENFICA POWER
Connosco quem quiser, contra nós quem puder. É necessário estar atento a tudo o que circunda o Benfica com o objectivo de o debilitar. Serve este espaço para que a verdade desportiva possa prevalecer, alertando, demonstrando e denunciando tudo e todos
21 de Janeiro de 2010

Estou cansado. Imensamente cansado.

Cansado do Homem. Sim, cansado do ser humano. Cansado do “ser português”, Cansado de vaidades, chocarrices, futilidades; cansado de egoísmos, de "vampirismos"; cansado do ego humano, em especial do ego evangélico, dos donos da verdade, dos lobos disfarçados de cordeiros; cansado dos muitos que sempre se disseram “pela justiça e com a justiça” e nada mais fizeram senão e com maior ou menor eficiência  adorar o próprio ventre.

 

 

 

Farto dos "heréticos" e dos "apologetas"; cansado dos "fariseus", "nazireus", "profetas" e "extravagantes"; cansado dos hipócritas, que pregam a mentira como se fosse verdade — e também dos que pregam a verdade que não vivem, e são para si mesmos mentira. Cansado desta raça humana, falida, da qual eu faço parte. E, portanto, cansado também de mim mesmo.

Este é um desabafo, sim. Desabafo necessário e perfeitamente aceitável.

 

Aceitável pela legitimidade que me assiste por durante anos e anos, ter lutado contra aquilo que infelizmente apenas hoje o “português” ter acordado. Foi preciso ter-lhe entrado pelos olhos e ouvidos dentro as escutas que envolvem toda a escumalha sobejamente conhecida para que acordasse para a realidade.

 

Era legítimo poder ter algum sorriso nem que de sarcasmo fosse pelo que hoje se está a passar. Nem isso.

 

Letárgico é o meu estado de alma. Triste por olhar para tanto São Tomé. Triste por durante tanto tempo me ter sentido sozinho - com algumas excepções – amigos, consócios – adeptos de alguns outros Clubes que não o Benfica – poucos, muito poucos jornalistas e ainda menos líderes de opinião -  nesta demanda pela verdade desportiva, por assistir durantes anos ao bajulamento a uma personagem que em 25 anos conseguiu fazer algo que 800 anos vários outros caciques não conseguiram, dividir o meu País.

 

Letárgico, porque imagino neste momento as caras e estados de almas de todos os que cirandeiam à volta da Justiça Nacional sem vontade sequer de os mandar pintar a cara de vergonha.

 

E agora Lusitânia?

 

Não sendo causídico e isto apesar de já ter ouvido hoje um Juiz a garantir nada haver de ilegal na divulgação das escutas do processo do Apito Dourado, estou em crer que o português apenas acordou agora tendo como dínamo um acto ilegal que foram as publicações no You Tube de tudo aquilo que já se sabia.

 

Elas (algumas) aqui ficam enquanto não as retirarem claro está

:

 

 

 

 

 

 

publicado por Carlos às 16:12 link do post
13 de Abril de 2009

 

 
Como sei que os nossos “amigos (FC) portistas” gostam muito de por aqui peneirar deixem-me dizer que o facto do vosso clube ser tão impopular para todos, (excepção a quem faz do Futebol uma guerra santa para tentar provar que o Bolhão é mais cosmopolita que o Chiado, ou que as “videiras à volta dos Clérigos” é que dão o Vinho do Porto e não as que se encontram em Trás-os-Montes.)  obriga a que, para “reinar” recorram à fraude, na melhor das hipótese ou ao terror na pior.
 
Terror e Pressão entre o futebol e a justiça sempre existiram É uma das consequências do absurdo regime de silêncio em que vivemos. Apenas conhecemos verdades parciais que, ora interessam a uns ora a outros. Veja-se como actualmente o (FC) Porto tem sido discreto sobre vários temas no mínimo incómodos. Bem mais do que foi quando se viu perante a possibilidade de ver o Benfica o deixar para trás.
São pilhas de documentos, km de fitas gravadas com provas e testemunhas com factos e que aos olhos da Justiça não passam de dados “não relevantes”.
A mistura entre futebol e e Justiça não é de agora. Ao longo dos tempos cada lado pressionou o outro - directamente ou, o que é mais comum, através da comunicação social.
E como se pressiona?
Há o modo desajeitado – com uns encontros nos quais se deixa cair uma “lembrança dissimulada”, um nome de “alguém” com poder para pôr os “investigadores” 'em sentido'; e há o modo, digamos, noticioso – em que se dá a um jornalista a parte que lhe convém do processo (sendo que este está sempre em conveniente segredo de Justiça). Assim chegamos às declarações públicas que não ultrapassam a frivolidade, lugares comuns estafados e podres. E, para mim, pior que tudo, pretendem fazer de mim (como a todos vós) um perfeito estúpido. Como os jornais parecem andar sempre à frente das investigações. Passam por isso convenientemente a culpados da violação do segredo. E desta forma vai-se fazendo 'justiça' à pressão, na praça pública. É incrível como os jornalistas continuam a cair neste logro. Dever-se-á à ânsia do furo jornalístico? Ou apenas estava tudo bem planeado e estamos perante a cenoura a servir de estímulo.
E… desta forma se vai fazendo justiça à pressão.
Cedemos por vezes ao desânimo – pudera – vemos uns 800 casos serem ganhos mas não vemos a impunidade ser vencida. Quando 98 % do que vemos como aliciamentos, corrupções activas ou passivas ficam impunes… Sendo que os outros 2% servem para mandar Corruptos suspensos para as Bancadas dos nossos estádios.
Mas não desisto, continuo vivo e combativo.
Reforço, congratulo-me por ver tanto portista neste simples espaço. Devo dizer que cada mail recebido com impropérios serve acima de tudo para concluir primeiro a grandeza do Benfica, segundo que este Benfiquista irá continuar a denunciar tudo e todos. Não sou utopista, não sonho com um mundo côr-de-rosa nem Sociedades perfeitas, mas falo das coisas que acontecem sem qualquer receio. Acredito sim que está para breve o tempo em que todos deixemos de achar normal os árbitros vistarem a casa do Pinto da Costa.
Peço a todos os verdadeiros Benfiquistas e não Benfiqueses que o façam também.
Lembro todos os agentes intervenientes, nesta coisa chamada “Futebol Profissional” que estamos a tempo de se dar ouvidos à verdade que neste momento se encontra amordaçada por todos aqueles que ou activa ou passivamente se movem nos meandros deste nauseabundo mundo do futebol em Portugal.
Não escondam ou tentem proteger todos os que ainda acreditam que o Futebol se joga durante 90 minutos num rectângulo verde. O pretendido é livrar-nos da intervenção do Estado? Suprindo todas as medidas legais ao seu dispor?
Sim eu sei, a lógica dos nossos governantes. “Bolas o trabalho que isso daria…” Lembro-vos meus caros, que a população pode andar adormecida, mas se apenas acordarem  já em estado de choque, será bem pior
O que espanta é ninguém retirar as conclusões devidas!!!
Por isso, preparemo-nos para o pior: os casos que por aí andam ainda vão ficando em lume brando, como ficam todos. Inaudito ainda é o facto de tudo o que tem entrado na Justiça ser considerado “não relevante” conseguindo uns quantos fantoches ditos causídicos inverter o ónus da prova, fazendo de todos asnos e seguidistas. RECUSO-ME ! O que sei neste momento: todos estes casos de apitos e envelopes envolvendo árbitros que visitam a casa pinto da costa correm o risco de ficarem cada vez mais enovelados e empastados com a verdade convenientemente encoberta. Até tudo atingir o nível da nojo absoluto. Ou até… por falta de acção Governamental se sair como se sabe de situações de crise ou de golpes de estado.
 
publicado por Carlos às 15:22 link do post
07 de Março de 2009

O procurador-geral da República, Pinto Monteiro, garantiu ontem que, enquanto ocupar o cargo, "todas as suspeitas de ilícitos relacionados com o futebol serão investigadas".

 

Além do verbo estar no "Futuro" nada de novo, agora vem a melhor parte:

 

A promessa foi feita numa entrevista à Antena 1, tendo Pinto Monteiro respondido a questões sobre o "desporto".

 

O PGR discordou quando questionado sobre o facto de as investigações do caso Apito Dourado não terem levado a resultados palpáveis.

 

 

"A minha impressão é que com o Apito Dourado muita coisa mudou no futebol português e nada voltará a ser como dantes. As pessoas passaram a saber que todas elas podem ser investigadas.

 

 

Poderão vir a ser absolvidas no final, pode não se provar que são culpadas, mas pelo menos foram investigadas e levadas a tribunal, porque foram reunidos elementos de razoabilidade para isso", disse Pinto Monteiro.

 

 

Será preciso dizer algo mais?  Talvez tentar entender porque Pinto da Costa e restantes envolvidos no "Apito Dourado" não serão condenados.

 

 

 

Sinto-me lesado, espoliado enquanto cidadão. Sinto que os nossos Tribunais de Justiça têm apenas o nome. Sinto que mais rapidamente eu serei condenado por mau estacionamento do que todo este rol de indivíduos que andaram literalmente a gozar e a enganar a verdade desportiva e a justiça.

 

O que aqui está sub-entendido não passa de uma "palmada no rabo" e um aviso "para a próxima o menino vai preso...está bem?"

 

 

 

publicado por Carlos às 08:04 link do post
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
NOTÍCIAS
Posts mais comentados
Page Counter & TV

Hit Counters




pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É verdade nao deixemos o slb a ser consumido com ...
Pelo factos dados como provados? Dados Como prova...
Amigo que a liga condenou um inocente e os factos ...
Boas.Não querem trocar de links entre os nosso blo...
Gostei muito
Achei engraçado um pormenor aqui no blog ... ainda...
Olá.Visitei o seu blog e achei-o bastante interess...
filhos da puta dos portistas, metem nojo!
E o pior de tudo é que isto PRESENTEMENTE se está ...
blogs SAPO