BENFICA POWER
Connosco quem quiser, contra nós quem puder. É necessário estar atento a tudo o que circunda o Benfica com o objectivo de o debilitar. Serve este espaço para que a verdade desportiva possa prevalecer, alertando, demonstrando e denunciando tudo e todos
17 de Junho de 2009

Quando pensamos que já vimos, lemos e ouvimos de tudo surge sempre algo que nos surpreende! Por mais incrível que pareça não é que a magistrada Ana Catarina Almeida que vergonhosamente ilibou Pinto de Costa, do célebre "Caso Envelope", está revoltada com supostas ofensas dirigidas à sua pessoa e actuação no caso, feitas pelo Procurador que representou o Ministério Público, José Augusto Sá!?

 

Quem o afirma é o "Jornal de Notícias", que fez manchete da situação, no dia 24 de Maio de 2009 onde se pode la Pinto Monteiro (Procurador arrasa juíza que absolveu Pinto da Costa".

 

Aliás, o mesmo órgão avança que a dita magistrada, inclusivé, já fez queixa a Pinto Monteiro (procurador geral da república), depois de ter lido o recurso apresentado, tendo mandado extrair certidões, que poderão ter como consequência a abertura de um processo-crime, bem como um inquérito disciplinar pelo Conselho Superior de Magistratura: "As expressões encontradas pelo Senhor Procurador são absolutamente desadequadase, algumas delas, ofensivas da dignidade profissional da signatária", escreveu.

 

Segundo o "Jornal de Noticias" o uso de expressões como "santa inocência"; críticas por não ter censurado as "mentiras" e a "grande peta" dos arguidos, e perguntas sobre um eventual preconceito da magistrada Catarina Ribeiro de Almeida em relação a Carolina Salgado, que visaria, de antemão, absolver o líder do FC Porto, fazem parte dos argumentos adoptados por José Augusto Sá para convencer o Tribunal da Relação do Porto a anular a absolvição do crime de corrupção desportiva decretada no Tribunal de Gaia, onde para além do presidente portista eram também réus o árbitro Augusto Duarte e o empresário António Araújo. Por outras palavras, José Augusto Sá nada mais fez (e muito bem!) do que observar o óbvio.

 

A dualidade de Ana Catarina Almeida é gritante e chega a ser grotesca! As perguntas lançadas no início do julgamento continuam sem resposta e parece que só esta magistrada acredita que os três arguidos estiveram mais de uma hora a "beber um cafezinho e a conversar sobre nada", antes de um importante desafio de futebol ...E a conduta dúbia e inegavelmente indiciante de ilicitos destes arguidos? Nem por isso acha grave senhora juíza? Costuma, por acaso, beber café com algum dos intervientes nos casos que julga, na noite antes de tal suceder? Será que é mesmo só inocência!?

 

A dualidade face ao critério de apreciação dos depoimentos das testemunhas é também gritante, com esta juíza a considerar sem relevância as declarações de Carolina Salgado (que sempre tentou descredibilizar), ao invés, as declarações dos confessos amigos de longa data dos arguidos foram sempre tidas na mais alta consideração.

 

Refere ainda o "JN", que o procurador apelou aos juízes--desembagadores a pensarem no "prestígio da justiça" e a esquecer a "alma clubista"..ou seja, não sigam o depressivo exemplo de António Mortágua...

 

 

publicado por Carlos às 18:47 link do post

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
20
21
22
23
24
26
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É verdade nao deixemos o slb a ser consumido com ...
Pelo factos dados como provados? Dados Como prova...
Amigo que a liga condenou um inocente e os factos ...
Boas.Não querem trocar de links entre os nosso blo...
Gostei muito
Achei engraçado um pormenor aqui no blog ... ainda...
Olá.Visitei o seu blog e achei-o bastante interess...
filhos da puta dos portistas, metem nojo!
E o pior de tudo é que isto PRESENTEMENTE se está ...
blogs SAPO