BENFICA POWER
Connosco quem quiser, contra nós quem puder. É necessário estar atento a tudo o que circunda o Benfica com o objectivo de o debilitar. Serve este espaço para que a verdade desportiva possa prevalecer, alertando, demonstrando e denunciando tudo e todos
03 de Agosto de 2009

Prestes a terminar a pré-época, e a 15 dias de a bola começar a rolar em jogos que valem pontos recordo o que Jorge Jesus pediu há quase dois meses, "Objectivo número um é permitir que o Benfica volte a ser uma Equipa dominadora, que os Sócios e simpatizantes voltem a ter uma grande identidade do Clube e uma grande confiança para os jogos no Estádio da Luz" Eis o que JJ disse dia 17 de Junho de 2009.

 

A ambição do nosso treinador é grande, mas também são grandes os obstáculos que vão surgir no seu caminho, uma vez que o "sistema " não dá tréguas.

 

Normalmente e nas últimas décadas assistimos constantemente à "desconstrução" da nossa Equipa no primeiro terço do Campeonato. A táctica é sobejamente conhecida mas quase sempre ignorada e/ou esquecida por todos. O "sistema" não está interessado que o Benfica possa crescer com confiança na fase inicial do campeonato para deixar o mais cedo possível atrás do FC Porto e, consequentemente, sob o diverso tipo de criticas.

 

Vamos a factos:

  • Desde a época 1999/00, o Benfica apenas conseguiu vencer na 1ª jornada duas vezes e só por uma vez conseguiu chegar ao final da 8ª jornada na primeira posição (2004/05);
  • As primeiras oito jornadas são férteis em penalizações disciplinares contra o Benfica;
  • Na época passada, apesar de o Benfica ter chegado à 8ª jornada à frente do FC Porto, a Equipa foi penalizada com quatro grandes penalidades (Rio Ave - André Vilas Boas derruba Aimar 1ª Jornada; Sporting - Hélder Postiga agarra Yebda, 4ª Jornada; Naval - Hawe ceifa Rúben Amorim, 6ª Jornada; V. Guimarães - Danilo rasteira Aimar, 7ª Jornada), uma expulsão (Katsouranis) e um sumaríssimo (Luisão).
  • As entradas perigosas (já tivemos o exemplo da que ontem ocorreu sobre Patric) sobre os jogadores do Benfica não são punidas e assim os vermelhos para os adversários e só no primeiro terço do campeonato verificaram-se 17 faltas que não foram devidamente punidas com o cartão vermelho. Alguns exemplos: Miguel Lopes (Rio Ave 1ª jornada aos 45 min, Aimar sofre uma entrada a pés juntos); Fernando (FC Porto 2ª Jornada aos 20 min, Aimar sofre uma entrada por trás); Sapunaru (FC Porto 2ª Jornada aos 16 minutos cotovelada em Léo); Paulo Sousa (P.Ferreira, 3ª Jornada aos 80 min pontapé em Cardozo); Rochemback (Sporting 4ª Jornada aos 32 minutos pisadela no tornozelo de Reyes); Andrezinho (V.Guimarães 7ª Jornada aos 78 minutos pontapé na cara de Suazo); Danilo (V.Guimarães 7ª Jornada aos 4 min entrada assassína sobre Aimar)
  • A época 2008/09 ficou marcada por um facto inédito em campeonatos Europeus ao colocar o Benfica no último lugar na lista do fair play da Liga, após 12 jornadas decorridas.

Perante estes factos, as questões a reter são:

 

Estarmos atentos à habitual "desconstrução" da Equipa do Benfica no primeiro terço do Campeonato. O Benfica Power irá estar em cima do "sistema" à lupa!

 

E...trabalhar o DOBRO!!

publicado por Carlos às 17:04 link do post
27 de Junho de 2009

Não quero um "Novo Benfica" . Não quero rupturas com o passado. Não quero reinvenções do que já foi criado em 1904. Quero sim o Benfica de sempre. Quero sim sentir o que tem escapado a muito boa gente.

 

Credibilização, Consolidação e....BENFICA!

 

Felizmente sem grandes alaridos eis que surge o Elan de quem não tem medo de ser feliz. Isto sim, isto sim é o que quero!

 

Não quero quem não seja feliz por não ter procurado a felicidade. Não quero quem diga que não atingiu o objectivo por o não ter assumido.

 

Quero sim o que já se sente, desde Dirigentes, Treinador e Jogadores de peito cheio que orgulhosamente assumam, Somos o Benfica, estamos aqui para ganhar, sem qualquer receio de sermos felizes, sem qualquer receio de falhar. Este é o Benfica! E não, não é preciso o "Novo Benfica". Este é o Benfica de sempre. Não são fenómenos recentes que pelo meio meteram "frutas", "rebuçadinhos", "envelopes", "cafés com leite" ou "viagens" que motivam essa história que ouço por aí de "Novo Benfica". É o Benfica de sempre que em campo, já que os tribunaisjogam com o terreno inclinado, tem de mostrar afinal quem é o GRANDE DOS GRANDES.

 

Quero sim o Benfica de sempre!!! Não preciso de um novo!

 

publicado por Carlos às 15:18 link do post
08 de Fevereiro de 2009

pois.. o FC Porto - Benfica hoje.

 

Vale a pena dizer algo sobre o que se passou? Vale ainda sim dizer algumas coisas.

 

Eis que um segundo de um primata chamado Lisandro Lopez resume a história do "nosso futebol" a 25 anos de roubo. De gozo, de mentira.

 

 

Vale a pena a pena dizer 25 anos "à porto". 25 anos de corrupção, de mentira.
 

Mas acima de tudo vale a pena dizer que tudo o que se passou hoje no dragão, ainda assim, o Benfica consegui-me emocionar por várias ordens de razão:

 

Pela dignidade profissional e amor à nossa sagrada camisola.

 

Por de forma inequívoca termos mostrado quem é a melhor equipa em Portugal.

 

Por termos humilhado o Porto no seu estádio.

 

Por todos aqueles benfiquistas que em pleno antro da corrupção apoiaram o nosso Glorioso

 

Pelas sentidas palavras de um profissional chamado Yebda, que infelizmente sentiu na pele o sabor da máfia do futebol em Portugal e ainda assim, de cabeça levantada ter dito naquele antro "SOMOS A MELHOR EQUIPA" "FOMOS SUPERIORES AO PORTO" e ter tido a coragem de sem qualquer histerismo ter dito a esse Proença, "muito bem no fim do jogo lado a lado vamos ver o que fez"

 

Também pelo resultado, com todo os acontecimento surreais e inanarráveis sucedidos o Benfica não perdeu.

 

Agora algumas letras que muito me custarão a escrever pelo facto de estar a perder tempo com personagens como:

 

Jesualdo Ferreira - Se pouca ou nenhuma virtude humana quanto mais desportiva tinha por este senhor, neste momento posso afirmar que se trata de uma personagem que personifica a mentira, o carreirismo, a falsidade e a falta de caracter. No minimo esta personagem secundária para manter alguma dignidade simplesmente devia ter dito de forma simples que foram beneficiados. Nem isso, assumiu aquele papel de personagem marioneta de debitar uns quantos lugares comuns de uma cassete gasta, suja de uma cassete gravada naquele antro de corruptos.

 

Fucile - ó personagem triste, como te esqueces que depois da palhaçada onde te meteste e que ajudado pelo Cebola passaste a anedota ainda cais noutra? Então num segundo estás a beira da morte com a mão na garganta no outro estás a olhar de lado para o árbitro à espera de perdão? Ó caricatura de homem pinta a cara de preto de vergonha.

 

Lisandro Lopez - ó primata em forma de gente, para sempre ficarás ligado à vergonha, à metira, à frustação de não conseguires mais do que isso. Tenta dormir em paz, imitação de ser humano. Nâo vais conseguir.

 

Para todos os portistas que acreditam na mentira onde estão metidos, aconselho tratamento psicológico. É o primeiro passo para a demência acreditar de facto numa mentira dita. Estão a entrar na esquizófrenia.

 

Para os portistas que não entraram ainda nesse estágio e têm algum caracter, imagino o quão dificil deverá ser terem a noção do risível de toda esta situação.

 

 

BENFIQUISTAS, DESPORTISTAS DE BEM, JORNALISTAS, POVO DO MEU PAÍS, QUANTO TEMPO MAIS VAMOS DEIXAR TUDO ISTO CONTINUAR COMO ESTÁ? QUANTO?

 

QUANTO TEMPO AINDA VAMOS DAR A ESTA CORJA?

 

QUANTO TEMPO AINDA TEMOS DE ESPERAR PARA SE PODER ACREDITAR NESTE FUTEBOL PORTUGUÊS???

 

QUANTO?

 

Já chega!

 

Em frente nosso Benfica! Foste GLORIOSO. FOSTE GRANDE!

 



publicado por Carlos às 21:58 link do post
07 de Fevereiro de 2009

 

 



“…os homens do apito, sempre o temeram..”

 

 

Diz Jorge Coroado “Muitas conversas que tive com Colegas meus, as referências que eram efectuadas, "é pá o homem lá de cima (Pinto da Costa) se a malta se porta mal, dá cabo da gente. Um árbitro que já está retirado internacional, uma vez dirigiu o FC Porto Benfica, foi o seu primeiro derby, o primeiro clássico, que arbitrou no estádio das antas, e aí aos 20 minutos de jogo, o capitão do FC Porto naquele tempo o João Pinto, cometeu uma falta sobre um jogador do Benfica que justificava cartão vermelho, objectivamente era cartão vermelho, e o árbitro mostrou-lhe o cartão amarelo e o jogo prosseguiu. No fim de semana seguinte encontramo-nos no mesmo hotel porque ele ia para um outro jogo e eu para este, e eu disse assim, é pá então na semana passada não mostraste o cartão vermelho ao João Pinto porquê? E ele respondeu…tu és maluco? No estádio das antas, mostrar o cartão vermelho ao capitão do porto 20 minutos de jogo? Eu não sou maluco….”

 

 

“… para defender os superiores interesses do FC Porto ele (Pinto da Costa) é capaz de tudo! Tudo implica o quê? Pergunta a jornalista. Resposta, Tudo!!!”

 

 

 

Nestes dias tenho sempre a mesma sensação…de ir assistir a uma prova de Fórmula 1, em que na grelha temos os dois melhores carros, uma pista igual para ambos, carros com iguais potencialidades, no entanto…no arranque, acontece sempre o mesmo... ao carro encarnado tiraram as rodas. Ou ainda, preparo-me para uma fantástica partida de ténis entre os dois melhores tenistas, e…o tenista azul serve, o tenista encarnado prepara-se para responder e vá-se lá saber porquê, alguém serrou a raquete…

 

E esta sensação já vem de há uns bons 25 anos a esta parte, porque será?

 

 

 

O que gostaria mesmo, e sabemos ainda ser impossível, seria assitir a um jogo limpo, sem dualidade, em que as decisões fossem com base em critérios iguais para ambos os Clubes. Gostaria ainda de ter um árbitro sem qualquer receio do “sistema” naquelas decisões que marcam ano atrás de ano cada jogo nas antas, enfim, gostaria de facto que o jogo fosse para ambos num plano horizontal e não, uma vez mais com o relvado a inclinar sempre para o mesmo lado.

 

  

E este meu desejo, que é o mesmo de todos os benfiquistas e dos que defendem a verdade desportiva, é apenas a base para que se possa assistir apenas e só ao que cada Equipa realmente vale. Criadas estas condições (que optimista eu sou, eu sei) teríamos apenas e só de nos preocupar apenas connosco. Preocuparmo-nos em sermos práticos e em termos um sentido de colectivo perfeito. Máxima simplicidade de processos a permitir o menor número possível de perdas de bola a meio campo. É aí que reside o maior potencial do porto, a partir dessas perdas de bola, rápidas transições para lançar o trio Hulk, Cebola e Lisandro.

 

 

Recordo as palavras do nosso treinador:

 

  

 

“Eu sei que pressão posso aguentar, não sei que pressão aguentam os dirigentes e os adeptos, mas oxalá que tenhamos paciência até Junho”

 

 

Quique, por mim tens não só paciência, mas também total apoio e confiança. Seja lá que resultado saia deste jogo lá no dragão, desde as camisolas sagradas do Benfica sejam dignificadas, nada, nem ninguém  me desvia da confiança que deposito nesta Equipa.

 

 

 

Voltando a dados que têm feito deste clássico algo sensaborão, e sem grande relevância pela previsibilidade enquanto não se assistir a jogos com plena verdade desportiva, recordo que nestes mesmos 25 anos de jogos no porto, apenas foi marcado um penalties a favor do Benfica e ainda assim quando o resultado estava favorável por 2-0 aos azuis muito próximo do final de jogo. De quantos penalties beneficiou o porto? 8, Oito!!!

 

 

 

Existe ainda tudo o que rodeia a nossa presença na invicta. Evoco apenas alguns aspectos importantes sobre como deverá ser a presença da nossa Equipa no Porto. Para exorcizar mentalidades de medo, de terror criadas pelo porto ao longo destes 25 anos, é preciso preparar os nossos jogadores para o que é já habitual suceder. Foi o próprio José Veiga que confirmou que enquanto esteve no porto ouvia Pinto da Costa vangloriar-se e dizer como conseguia aterrorizar os nossos jogadores. Ele (José Veiga) sabia bem como as coisas se passavam. Assim, é necessário que os nossos jogadores escolham como lugar de estágio, não os arredores do Porto, mas o coração da cidade. Olhos nos olhos, é o que é preciso, sem qualquer receio. Para isto acontecer, nós adeptos, Equipa técnica e dirigentes temos convictamente de transmitir confiança, segurança e determinação. Os nossos jogadores se sentirem tudo isto de todos nós Benfiquistas facilmente olharão seja quem for no porto e a garra será ainda maior. É tudo uma questão de atitude, de “Chispa” de “Ganas”. Muito importante ainda, a segurança que deve ser montada à volta da nossa equipa, é preciso não esquecer as ordens que a segurança privada do porto tem para tentar destabilizar os nossos jogadores. E aqui. Aqui, apelo ao nosso Rui Costa. Deve ser ele o primeiro a sair para aquele estádio, em frente à nossa equipa, em seguida a nossa segurança. Não de ser permitida qualquer proximidade da segurança privada portista a nenhum dos nosso jogadores. Desta forma, garanto começamos o jogo a “ganhar” ou pelo menos, não começamos o jogo logo a “perder”.

 

 

 

Astúcia, atitude e muita garra. Luisão, o nosso “Almirante” em conjunto com o nosso capitão Nuno Gomes terão igualmente um papel importantíssimo para com os restantes Colegas. Imagino que jogadores como Aimar, Reyes, Suazo, Di Maria, etc, pensem que irão apenas disputar um Clássico pelo Clássico. Clássico onde podem colocar todo o seu virtuosismo em campo. Nada disso, é um clássico sim, mas sempre inquinado, precisam ser avisados desse facto.

 

Outros Factos:
 
Nos últimos 25 anos de "clássicos" o Benfica nunca conseguiu terminar um jogo em superiroridade nimérica em resultado das tradicionais dualidades de critérios em prejuízo do Glorioso no aspecto disciplinar. O Benfica já foi penalizado com 14 jogadores expulsos contra apenas seis do porto. Desde a época 2003/04 tivemos: os seguintes vermelhos: Ricardo Rocha (2003/04), Nuno Gomes (2004/05) Binya (2007/08) e Katsouranis (2008/09).

 

publicado por Carlos às 01:33 link do post
04 de Fevereiro de 2009

Porque tem um clube como o porto ganho? Vejamos:

 

Não se pode considerar o futebol português justo, sério e honesto quando:

- Um clube passa à margem das leis desportivas
» Acusação provada de CORRUPÇÃO desportiva; Participação IRREGULAR na Champions; Participação IRREGULAR na Taça da Liga, Incrição IRREGULAR de jogadores

- Um clube passa à margem das leis judiciais
» Informações privilegiadas que resguardam de acções judíciais da PJ
» Decisões arquivadas em tribunais que penalizam outros cidadadãos em condições semelhantes

- Um clube vicía a verdade desportiva
» Empréstimo de mais de 50 jogadores a quase todas as equipas de futebol das Ligas Profissionais
» Apoios financeiros à generalidade dos clubes da 1a Divisão assegurando a sua subserviência.
» "Colocação" de jogadores nos principais planteis da 1a Divisão garantindo o acesso a informação privilegiada e interferência destes nos jogos com o clube

- Um clube tem interesses directos e indirectos em 80% dos orgãos de comunicação social
» Posição accionista do presidente do clube na Cofina (CM e Record)
» Posição accionista relevante da Olivedesportos no clube
» Conjugação de interesses na RTP, TVI e Sporttv (via Joaquim Oliveira) e alinhamento com Grupo Impresa.
» Garantia de controlo de opções jornalísticas, comentadores mais "habilidosos"...

- Um clube tem benfícios directos e indirectos dos organismos públicos
» Financiamento integral de infra-estruturas no valor de quase 350M€
» Promiscuidade com poderes locais do Porto e Gaia
» Interferência na vida política através de apoios ao PS

- Um clube controla poderes federativos e associativos
» Dirigentes "plantados" e controlados na Liga e FPF via domínio da AFPorto destes dois organismos
» Garantia de acesso e influência das decisões da Liga e FPF

- Um clube vicia resultados desportivos próprios e alheios
» Através do controlo dos organismos de decisão, capacidade de escolher e influênciar árbitros para os próprios jogos e para os adversários, assegurando as decisões que mais lhes interessam
» Garantia de apoio aos clubes "alinhados" de modo a poder obter as devidas compensações e comprar os respectivos silêncios.
 

 

Chega de sermos ingénuos, chega de se se suportar tamanha subserviência, chega de receios do SISTEMA. Levante-se a voz da Justiça e da Honestidade

publicado por Carlos às 18:36 link do post
01 de Fevereiro de 2009



…os homens do apito, sempre o temeram...”

 

 

Diz Jorge Coroado “Muitas conversas que tive com Colegas meus, as referências que eram efectuadas, é pá o homem lá de cima (Pinto da Costa) se a malta se porta mal, dá cabo da gente. Um árbitro que já está retirado internacional uma vez dirigiu o FC Porto Benfica, foi o seu primeiro derby, o primeiro clássico, que arbitrou no estádio das antas, e aí aos 20 minutos de jogo, o capitão do FC Porto naquele tempo o João Pinto, cometeu uma falta sobre um jogador do Benfica que justificava cartão vermelho, objectivamente era cartão vermelho, e o árbitro mostrou-lhe o cartão amarelo e o jogo prosseguiu. No fim de semana seguinte encontramo-nos no mesmo hotel porque ele ia para um outro jogo e eu para este, e eu disse assim, é pá então na semana passada não mostraste o cartão vermelho ao João Pinto porquê? E ele respondeu…tu és maluco? No estádio das antas, mostrar o cartão vermelho ao capitão do porto 20 minutos de jogo? Eu não sou maluco….”

 

“… para defender os superiores interesses do FC Porto é capaz  ele (Pinto da Costa) é capaz de tudo! Tudo implica o quê? Pergunta a jornalista. Resposta, Tudo!!!”

 

 

Nestes dias tenho sempre a mesma sensação…de ir assistir a uma prova de Fórmula 1, em que na grelha temos os dois melhores carros, uma pista igual para ambos, um carro com iguais potencialidades, no entanto…no arranque, acontece o mesmo, ao carro encarnado tiraram as rodas. Ou por exemplo a uma fantástica partida de ténis entre os dois melhores tenistas, e…o tenista azul serve, o tenista encarnado prepara-se para responder, vá-se lá saber porquê, alguém serrou a raquete…

 

E esta sensação já vem de há uns bons 25 anos a esta parte, porque será?

 

 

 

O que eu gostaria mesmo: no entanto, já sabemos, ainda é impossível.  Gostaria de ter um jogo limpo, sem dualidade, em que as decisões fossem com base em critérios iguais. Gostaria ainda de ter um árbitro sem qualquer receio do “sistema” naquelas decisões que ano após ano, marcam sempre cada jogo nas antas. Enfim, gostaria de facto que o jogo decorrese para ambos num plano horizontal, e não uma vez mais vá-se lá saber porquê com o relvado a inclinar sempre para o mesmo lado.

 

E este meu desejo, que é o mesmo de todos os benfiquistas é apenas a base para que se possa assistir apenas e só ao que cada Equipa realmente vale.
 
 
Criadas estas condições (que optimista eu sou, eu sei) teríamos apenas e só de nos preocupar connosco. Preocuparmo-nos em sermos práticos e em termos um sentido de colectivo perfeito. Máxima simplicidade de processos a permitir o menor número possível de perdas de bola a meio campo. È aí que reside o maior potencial do porto, a aprtir dessas perdas de bola, rápidas transições para lançar o trio Hulk, Cebola e Lisandro.
 
Momento para recordar as palavras do nosso treinador:
 
“Eu sei que pressão posso aguentar, não sei que pressão aguentam os dirigentes e os adeptos, mas oxalá que tenhamos paciência até Junho”

 

 

Quique, por mim tens, não só paciência, mas apoio e confiança. Saía que resultado sair deste deste jogo no dragão.QUERO SIM as camisolas sagradas do Benfica dignificadas. Nada me desvia da confiança que deposito nesta Equipa.

 

Voltando a dados que têm feito deste jogo algo sensaborão, e sem grande relevância para mim enquanto não se assistir a jogos com plena verdade desportiva, recordo que nestes mesmos 25 anos de jogos no porto, apenas foi marcado um penaltie a favor do Benfica e ainda assim quando o resultado estava favorável por 2-0 aos azuis muito próximo do final de jogo. De quantos penalties beneficiou o porto? 8, Oito!!!

 

Existe ainda, tudo aquilo que, ano após ano, rodeia a nossa presença na invicta. Evoco apenas alguns aspectos importantes sobre a presença da nossa Equipa no Porto. Para exorcizar mentalidades de medo, de terror criadas pelo porto ao longo destes 25 anos, é preciso preparar os nossos jogadores para o que é já habitual suceder. Foi  o próprio José Veiga que confirmou que enquanto esteve no porto ouvia Pinto da Costa vangloriar-se a dizer as formas como conseguia aterrorizar os nossos jogadores. Ele (José Veiga) sabia bem como as coisas se passavam. É necessário que os nossos jogadores escolham como lugar de estágio, não os arredores do Porto, mas o coração da cidade. Olhos nos olhos, é o que é preciso, sem qualquer receio. Para isto acontecer, nós adeptos, Equipa técnica e dirigentes temos convictamente de transmitir confiança, segurança e determinação. Os jogadores se sentirem tudo isto de todos nós Benfiquistas facilmente olharão seja quem for  e a garra será ainda maior. É tudo uma questão de atitude, de “Chispa” de “Ganas”. Muito importante ainda, a segurança que deve ser montada à volta da nossa equipa, é preciso não esquecer as ordens que a segurança privada do porto tem para tentar destabilizar os nossos jogadores. E aqui. Aqui apelo ao nosso Rui Costa. Deve ser ele o primeiro a sair para aquele estádio, em frente à nossa equipa e em seguida a nossa segurança. Não deverá ser permitida qualquer proximidade da segurança privada portista a nenhum dos nosso jogadores. Desta forma, garanto, começamos o jogo a “ganhar” ou pelo menos, não começamos o jogo logo a “perder”.
 
Astúcia, atitude e muita garra. Luisão, o nosso “Almirante” em conjunto com o nosso capitão Nuno Gomes terão igualmente um papel importantíssimo para com os restantes Colegas. Imagino que jogadores como Aimar, Reyes, Suazo, etc pensem ir disputar um Clássico pelo Clássico. Nada disso, é um clássico sim, mas sempre inquinado, precisam ser avisados desse facto.
 
Factos:
 
Nos últimos 25 anos de "clássicos" o Benfica nunca conseguiu terminar um jogo em superiroridade nimérica em resultado das tradicionais dualidades de critérios em prejuízo do Glorioso no aspecto disciplinar. O Benfica já foi penalizado com 14 jogadores expulsos contra apenas seis do porto. Desde a época 2003/04 tivemos: os seguintes vermelhos: Ricardo Rocha (2003/04), Nuno Gomes (2004/05) Binya (2007/08) e Katsouranis (2008/09).

 

publicado por Carlos às 01:12 link do post
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
NOTÍCIAS
subscrever feeds
Posts mais comentados
Page Counter & TV

Hit Counters




pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É verdade nao deixemos o slb a ser consumido com ...
Pelo factos dados como provados? Dados Como prova...
Amigo que a liga condenou um inocente e os factos ...
Boas.Não querem trocar de links entre os nosso blo...
Gostei muito
Achei engraçado um pormenor aqui no blog ... ainda...
Olá.Visitei o seu blog e achei-o bastante interess...
filhos da puta dos portistas, metem nojo!
E o pior de tudo é que isto PRESENTEMENTE se está ...
blogs SAPO