BENFICA POWER
Connosco quem quiser, contra nós quem puder. É necessário estar atento a tudo o que circunda o Benfica com o objectivo de o debilitar. Serve este espaço para que a verdade desportiva possa prevalecer, alertando, demonstrando e denunciando tudo e todos
19 de Dezembro de 2009

Ainda a propósito da senhora Juíza que absolveu Pinto da Costa, quer tenha sido pela "alma clubista" ou por acreditar ser possível os três arguidos terem estado mais de uma hora a "beber um cafezinho e a conversar sobre nada". Ou quer tenha sido por ter achado piada ao seu colega António Mortágua, devo dizer que as pressões entre futebol e a Justiça sempre existiram. O "Caso do Envelope" nada de extraordinário ou de quebra de habitos existiram.

 

É uma das consequências do absurdo regime de segredo em que vivemos. Apenas conhecemos verdades parciais que, ora interessam a uns ora a outros. O Porto tem sido discreto no que respeita a vários temas incómodos. São pilhas de documentos e documentos, escutas, testemunhas com factos que aos olhos de todos, mesmo aos adeptos do dito clube não deixam qualquer margem de dúvida sobre o que se passou e se passa. Para a Justiça "são considerados irrelevantes".  Os velhos magistrados há uns anos alertaram sobre o perigo de a uma certa geração de Juízes lhes serem tão rapidamente dado tão alta responsabilidade.

 

A mistura entre futebol e Justiça não é de agora. Ao longo dos últimos tempos cada lado tem vindo a pressionar um e outro. Directamente, ou, o que é mais comum, através da comunicação social. E como se pressiona? Há o modo canhestro, com os encontros, nos quais se deixa caír uma "lembrança velada", um nome com poder para meter os "investigadores" em sentido, e, há o modo chamemos-lhe "notícioso, em que se dá a um jornalista a parte que convém do processo (sendo que este está sempre em conveniente segredo de justiça). E, assim chegamos às declarações públicas que não passam de banalidades e de discursos ocos.

 

Como os jornais parecem andar à frente das investigações, passam assim a ser os culpados da violação do segredo de justiça.

 

Mas quando é que todos abrimos os olhos para isto? É incrível como os jornalistas continuam a cair nesta rede. Será a ânsia do furo jornalistico? Será apenas e só pela "côr clubista azul e branca?" Será que tudo isto, não teria já sido planeado?

 

E é desta forma que se vai fazendo justiça por cá. E assim, vamos pagando para nada a tanto escriba, a tanto investigador e a funcionários judiciais.

 

Pergunto, e tenho esse direito, quem afinal fiscaliza o poder judicial...?

publicado por Carlos às 17:55 link do post
30 de Julho de 2009

Felgueiras, a Fátima entenda-se, foi absolvida...

 

Futebol e Autarquias, o entendimento perfeito mantem-se!

 

Eis como os "ratos" aproveitam todos os buraquinhos que existem na lei para absolver criminosos.

 

Com tudo isto ainda nos espantamos que “apitos”, “frutas” “rebuçados” “viagens” “envelopes” etc não resultem em nada?

 

Hoje a justiça ficou mais emporcalhada do que já estava! O procurador, achou por bem pedir 4 anos de prisão, baseado naquilo que lhe ensinaram, os juízes, vão poder dormir melhor, porque absolveram uma senhora!

Hoje em Felgueiras, vai haver sardinhada, febras, tinto do bom a rodos e muita serpentina!

 

A absolvição, em Portugal, é uma espécie prerrogativa de suserania. Tornou-se num absoluto lugar comum sobretudo para certas personalidades longamente marinadas nos Media, como a simpática Fátima Felgueiras. Já estamos habituados a estas absolvições. O suserano é sempre absolvido. Todos os demais cidadãos são vassalos ou são nada e são obviamente passíveis de condenação se incorrerem em delito.

 

Mas o que é que exactamente não funciona na Justiça portuguesa é para todos nós um mistério.

 

"Em Portugal a Justiça não funciona" é uma máxima cada vez mais enraizada em Portugal. À superfície, quase todos os portugueses acreditam nela. Contudo, se tirarmos o celofane populista que a frase transporta, verificamos que a coisa não é bem assim. Só para que conste, nos últimos anos houve dezenas de casos célebres que nos provaram que a Justiça, afinal, funciona. Querem exemplos? Nas autarquias, houve processos que envolveram Valentim Loureiro, Isaltino Morais, Fátima Felgueiras, Ferreira Torres e Nuno Cardoso, isto já para não falar de inúmeras personagens menores.

Ele é um ex-presidente do V. Guimarães, Pimenta Machado, com processos pendentes; o actual presidente do FC Porto, Pinto da Costa, já foi julgado nuns processos e ainda rolam mais alguns; e ainda há árbitros e dirigentes de clubes e da Liga em processos pendentes por causa do ‘Apito Dourado’.

Portanto, o que querem dizer os portugueses com "a Justiça não funciona"? Na política, na banca, no futebol, no ensino e na televisão, o que não tem faltado em Portugal são exemplos da Justiça a funcionar. A polícia investiga, o Ministério Público acusa, os tribunais julgam. O que é que exactamente não funciona na Justiça é pois para todos nós um mistério.

 

Com tudo isto ainda nos espantamos que “apitos”, “frutas” “rebuçados” “viagens” “envelopes” etc não resultem em nada?.....

publicado por Carlos às 18:29 link do post
19 de Junho de 2009

Ainda a propósito da senhora Juíza que absolveu Pinto da Costa, quer tenha sido pela "alma clubista" ou por acreditar ser possível os três arguidos terem estado mais de uma hora a "beber um cafezinho e a conversar sobre nada". Ou quer tenha sido por ter achado piada ao seu colega António Mortágua, devo dizer que as pressões entre futebol e a Justiça sempre existiram. O "Caso do Envelope" nada de extraordinário ou de quebra de habitos existiram.

 

É uma das consequências do absurdo regime de segredo em que vivemos. Apenas conhecemos verdades parciais que, ora interessam a uns ora a outros. O Porto tem sido discreto no que respeita a vários temas incómodos. São pilhas de documentos e documentos, escutas, testemunhas com factos que aos olhos de todos, mesmo aos adeptos do dito clube não deixam qualquer margem de dúvida sobre o que se passou e se passa. Para a Justiça "são considerados irrelevantes".  Os velhos magistrados há uns anos alertaram sobre o perigo de a uma certa geração de Juízes lhes serem tão rapidamente dado tão alta responsabilidade.

 

A mistura entre futebol e Justiça não é de agora. Ao longo dos últimos tempos cada lado tem vindo a pressionar um e outro. Directamente, ou, o que é mais comum, através da comunicação social. E como se pressiona? Há o modo canhestro, com os encontros, nos quais se deixa caír uma "lembrança velada", um nome com poder para meter os "investigadores" em sentido, e, há o modo chamemos-lhe "notícioso, em que se dá a um jornalista a parte que convém do processo (sendo que este está sempre em conveniente segredo de justiça). E, assim chegamos às declarações públicas que não passam de banalidades e de discursos ocos.

 

Como os jornais parecem andar à frente das investigações, passam assim a ser os culpados da violação do segredo de justiça.

 

Mas quando é que todos abrimos os olhos para isto? É incrível como os jornalistas continuam a cair nesta rede. Será a ânsia do furo jornalistico? Será apenas e só pela "côr clubista azul e branca?" Será que tudo isto, não teria já sido planeado?

 

E é desta forma que se vai fazendo justiça por cá. E assim, vamos pagando para nada a tanto escriba, a tanto investigador e a funcionários judiciais.

 

Pergunto, e tenho esse direito, quem afinal fiscaliza o poder judicial...?

publicado por Carlos às 09:00 link do post
23 de Maio de 2009

O Bastonário da Ordem dos Advogados Dr. Marinho Peres tem dito, alto e em bom som o que todos sabem e que niguém tem tido a coragem de dizer sobre o estado da Justiça em Portugal. Dr Marinho Pinto os meus parabéns! Consigo é possível voltar a acreditar na Justiça. Esperemos que os poderes instituidos que já abanou não alcancem o que estão a tentar fazer por ter tido a coragem de falar sobre a corrupção que graça em Portugal.




Brilhante, directo, categorico e frontal. Reparemos na cama que já lhe estão a tentar fazer: que já lhe estão a tentar fazer: Já ontem Manuela Moura Guedes teve o azar de o ter pela frente, não teve sorte, ouviu o que queria e o que não queria:


 

 

 

>br>Faz uns dias que aqui coloquei o seguinte:

 

Sobre a justiça em Portugal, surge hoje esta frase cortante como o mais afiado dos punhais:

 

 

"Um líder europeu disse-me que no passado a justiça em Portugal tinha fama de ser lenta mas séria e que agora continua lenta, mas perdeu a imagem de seriedade."

Mário Crespo, 18-05-2009

 

 

Perante o que diariamente, vimos, sabemos e sentimos, e tendo em conta que a justiça em Portugal aos olhos da Europa é o que é, temos várias maneiras de assumir essa realidade como também há várias formas de resposta.

 

Iremos a tempo? Quero acreditar que sim! Mas esta questão do estado da justiça em Portugal é transversal a vários níveis da nossa sociedade. Como nos havemos de espantar com os vários desenlances incompreensíveis à nível de justiça desportiva, se o mal é geral?

 

 

 


 

Venham mais homens como Marinho Pinto.

publicado por Carlos às 08:01 link do post
18 de Maio de 2009

 

Sobre a justiça em Portugal, surge hoje esta frase cortante como o mais afiado dos punhais:

 

 

"Um líder europeu disse-me que no passado a justiça em Portugal tinha fama de ser lenta mas séria e que agora continua lenta, mas perdeu a imagem de seriedade."

Mário Crespo, 18-05-2009

 

 

Perante o que diariamente, vimos, sabemos e sentimos, e tendo em conta que a justiça em Portugal aos olhos da Europa é o que é, temos várias maneiras de assumir essa realidade como também há várias formas de resposta.

 

Iremos a tempo? Quero acreditar que sim! Mas esta questão do estado da justiça em Portugal é transversal a vários níveis da nossa sociedade. Como nos havemos de espantar com os vários desenlances incompreensíveis à nível de justiça desportiva, se o mal é geral?

 

 

 


 

publicado por Carlos às 19:10 link do post
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
NOTÍCIAS
Posts mais comentados
Page Counter & TV

Hit Counters




pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É verdade nao deixemos o slb a ser consumido com ...
Pelo factos dados como provados? Dados Como prova...
Amigo que a liga condenou um inocente e os factos ...
Boas.Não querem trocar de links entre os nosso blo...
Gostei muito
Achei engraçado um pormenor aqui no blog ... ainda...
Olá.Visitei o seu blog e achei-o bastante interess...
filhos da puta dos portistas, metem nojo!
E o pior de tudo é que isto PRESENTEMENTE se está ...
blogs SAPO