BENFICA POWER
Connosco quem quiser, contra nós quem puder. É necessário estar atento a tudo o que circunda o Benfica com o objectivo de o debilitar. Serve este espaço para que a verdade desportiva possa prevalecer, alertando, demonstrando e denunciando tudo e todos
29 de Outubro de 2009

Como ir para a reforma por insanidade

 

Como ir para a reforma por insanidade

 

Se tivesse a pretenção ainda que por defeito de enumerar as razões pelas quais Jesualdo deveria ter vergonha na cara antes de ter o desplante de falar sobre Pablo Aimar, teria tarefa para uns belos dias sem largar o teclado.


Ó homem tenha vergonha na cara e fale da sua equipa, do tempo na cedofeita e na sombra que faz na casa da Música. Ou ainda ouça os poemas do Pinto da Costa e questione porque os mesmo não rimam, desenvolva uma estranha fobia a agrafadores, assim, algo dentro do normal estado de quem acaba de dar de um grande passo rumo à reforma por insanidade.


O desespero que por aí deve ir homem...Esta última jornada todos vimos o que Bruno Alves fez mais uma vez e ainda não ouviu o Jorge Jesus falar sobre isso.....

Outro facto curioso, é a "cassete" embrenhada no pequeno cérebro de jogadores, técnicos e presidentes do porto, quando accionada debita sempre um som retro que mais ou menos isto "apenas nos interessa a nossa equipa. O Benfica? não sabemos, não ligamos nem vemos os seus jogos", O Presidente PC então é sempre taxativo, nunca vê jogo algum do Benfica assim como o Jesualdo...

Assim sendo, pergunto, mas como raio esta gente está tão atenta, desesperada e promete ainda mais atenção (para ver bom futebol, esta saíu-me) se não liga nem vê os jogos do Benfica???

Perguntam à "Família"? Familia, entenda-se "La Cosa Nostra"

Ó Jesualdo, quando vou ao teatro ver um Drama e acaba em Comédia, olhe ao menos divirto-me, no entanto quando penso ir ver uma comédia e sai-me um drama...ora bolas....

publicado por Carlos às 18:54 link do post
26 de Outubro de 2009

 


 

 

 

 

 

E porque não foram 8? Porque tivemos um Vasco Santos a fazer de Pedro Henriques.


Quanto a Ruben Micael e a Manuel Machado a meia dúzia é-lhes inteiramente dedicada.

 

 

publicado por Carlos às 22:11 link do post
26 de Outubro de 2009

Com árbitros ou sem árbitros a ajudarem o facto é que o fcp não jogou nada de especial, viram-se e desejaram-se pra ganhar à fortíssima  Académica pela diferença mínima e para mais em casa. Querem ver goleadas e bom futebol? Mudem de clube.

 

 

 

Após a fantástica exibição contra a poderosa Briosa....

 

 

Mas o que poderiamos esperar deste comediante...?

 

 

publicado por Carlos às 18:02 link do post
26 de Outubro de 2009

Em dia de benfica - Nacional, convém lembrar a época desportiva anterior:

 

Benfica 0 - 0 Nacional

 

Árbitro - Pedro Henriques

 

Grande Penalidade por marcar sobre Nuno Gomes. Golo mal anulado a Cardozo por pretensa mão na bola de Miguel Vitor que, no chão, levou com uma bola de costas!

 

 

 

 

 

Diz o povo que os campeões são sempre justos vencedores. Faz sentido que assim seja. Mas em Portugal existem verdades inconvenientes que colocam essa ideia em causa. Tome-se como exemplo a época 2008/2009 do futebol português. Espelho dos últimos 20 anos cá do burgo, ficou marcada pela polémica. Mais: acentuou tendências e muito ficou a dever à verdade desportiva.

Mas antes que nos acusem de sermos tendenciosos… avancemos com objectividade. O que lhe passamos a apresentar é a lista de jogos em que o Benfica foi prejudicado ou beneficiado na Liga Sagres. Jogos em que existiu clara influência no resultado. Logo na primeira jornada, em Vila do Conde, o Benfica não foi além de um empate a uma bola. Mas poucos se lembram de uma grande penalidade cometida sobre Aimar em cima do minuto 90.

Uma semana depois, novo empate, desta feita frente ao Futebol Clube do Porto. Jorge Sousa esqueceu-se da uniformidade de critérios. Expulsou Katsouranis por faltas normais, mas deixou o amarelado Cristian Rodriguez em campo após sucessivas jogadas de extrema dureza.

Mas o Benfica estava forte no campeonato e só não atingiu a liderança porque no jogo grande da 5.ª jornada foi novamente prejudicado. Yebda até fez o 2-0 em Matosinhos, mas viu o golo ser-lhe mal anulado. Aproveitou o Leixões, que empatou ao cair do pano. Não foi à quinta, foi à sétima jornada que o Benfica confirmou a liderança.

No berço da nação, coube a Aimar e a Suazo brilharem na vitória por 2-1 sobre o Vitória de Guimarães. Mas poucos se lembrarão dos erros do senhor Carlos Xistra. Primeiro foi Aimar a ser derrubado na área vimaranense. E que dizer dos critérios disciplinares? É que se Reyes viu dois amarelos forçados, já Andrezinho teve via verde para pontapear a cara de Suazo.

Contra ventos e marés o Benfica liderava. Até que a injustiça chegou à Luz. Lembra-se de Vasco Santos? Trata-se do árbitro portuense que não expulsou Sandro após agressão a Reyes no Benfica-Vitória de Setúbal. Curioso o facto de nessa mesma jogada o árbitro só ter dado a lei da vantagem até o Benfica ter o descaramento de marcar. De repente as regras mudaram e eis que o Vitória de Setúbal ficou com o caminho aberto para chegar ao empate.

Pior ainda fez Pedro Henriques duas semanas depois. Quando no último minuto Cardozo apontou o golo da vitória, o juiz tratou de anular o remate certeiro do paraguaio. Razão? O facto de Miguel Vítor ter olhos na nuca. E assim o Nacional saiu da Luz com o nulo.

O ano de 2009 começou com uma derrota na Trofa. Muito se falou da má exibição “encarnada”. Ninguém duvida disso. Mas alguém ainda se lembra que Reguila inaugurou o marcador quando estava em fora-de-jogo? Pois… No entanto, à 14.ª jornada o mundo parou. O Benfica venceu um jogo fruto de um erro da arbitragem. Caiu o Carmo, caiu a Trindade. E tudo só porque David Luiz estava uns quantos centímetros em fora-de-jogo.

Nada que não fosse atenuado na semana seguinte. No dérbi do Restelo, Suazo foi atropelado por Baiano quando estava isolado. As leis da FIFA são claras: o lance era merecedor de falta e de cartão vermelho. Já se adivinha qual foi a opção de Elmano Santos. Acontece que o Benfica se mantinha na luta pelo título. E tinha a possibilidade de resgatar a liderança em pleno Dragão. O conjunto de Quique Flores foi superior e cedo se colocou em vantagem. O que ninguém esperava era que Pedro Proença descobrisse um sebastiânico toque de Yebda sobre Lisandro Lopez.

Tudo se decidiu nos dois jogos seguintes na Luz. Duas derrotas em que a arbitragem voltou a estar em evidência. Primeiro foi Marquinho a aproveitar o posicionamento em fora-de-jogo para dar os três pontos ao Vitória de Guimarães. Depois foi a Académica a vencer no estádio do Benfica. Um jogo ferido de morte pela inexplicável decisão de Marco Ferreira em anular um golo limpo a Aimar. O mesmo jogador que na primeira parte fora alvo de um injusto fora-de-jogo.

Na Madeira, nova derrota. Para a história fica o 3-1 aplicado pelo Nacional. Mas ainda fica na memória a mão de Cléber em plena área nacionalista. E assim Jorge Sousa deixou passar em claro a grande penalidade que daria o 2-2 a um Benfica em crescendo. Até mesmo o consequente empate com o Trofense ficou manchado pelo apito. É certo que o Benfica poderia ter feito mais. Mas alguém se recorda que Paulinho estava em fora-de-jogo no lance em que cabeceou para o segundo golo da formação nortenha?

E assim chegámos ao final de mais uma época não sem antes, em Braga, o Benfica voltar a ser prejudicado. A vitória benfiquista não tolda a memória acerca da entrada por trás de Luís Aguiar a Katsouranis. Uma agressão que Artur Soares Dias não viu. O mesmo árbitro que logo depois expulsou Yebda de forma incorrecta.

Faça-se as contas. O Benfica viu ser-lhe subtraída a módica quantia de 16 pontos devido a crassos erros de arbitragem.

Estórias de um “tretacampeonato”...

 

publicado por Carlos às 14:12 link do post
04 de Outubro de 2009

Antes do jogo com o Olhanenense o Papa residente da Invicta sem pelo algum tem esta tirada:


«Está numa carreira em ascensão, talvez atingindo o cume quando um dia for treinador do FC Porto».


O presidente do FC Porto, aproveitou a recepção de que foi alvo este domingo na Câmara Municipal de Olhão para elogiar Jorge Costa, referindo que o antigo capitão dos «azuis-e-brancos» e actual timoneiro do Olhanense «está numa carreira em ascensão», que poderá ter como ponto mais alto «quando um dia for treinador do FC Porto.

 

Formas "legais" de lavar todas circunstâncias sujas dos últimos 25 anos!

 

Estará para breve o fim deste regabofe? Acredito que sim ! Quais bispos e acólitos de seu Papa, nem Anteros ou Moreiras poderão manter este modus operandi. Ó triste País acorda !!!

publicado por Carlos às 23:29 link do post
04 de Outubro de 2009

"Quando o Clube quiser renovar, fico feliz, É aqui a minha casa" 

 

David Luiz Dixit

 

Não tornando a politica de Renovação motivo de anedota (Hulk - 100 Milhões) o Benfica tem vindo sem grande alarde, calmamente a fazer "a sua parte" no sentido certo que é o reforço do espirito de Equipa e dos adeptos através de renovações acertadas tanto em termos finaceiros como principalmente desportivos.


Depois de Cardozo e Di Maria, estará para breve a revisão salarial e respectivo Contracto sobre os nossos esteios no centro da defesa, Luisão e David Luiz.


É assim. É desta forma que no momento certo que a parte da Administração vai sendo cumprida. Os jogadores estão a fazer a deles assim como a Equipa Técnica. Quanto a nós adeptos, compete realizar igualmente a nossa. E a nossa recordo que não deve apenas ser demonstrada em momentos altos.  

publicado por Carlos às 17:32 link do post
04 de Outubro de 2009

 Sendo certo, inquestionável que o FC Porto usa um expediente legal apesar de éticamente reprovável usando a colocação de jogadores noutros Clubes de forma cirúgica, assim como treinadores que "aconselha", hoje teremos que ter debaixo de olho o jogo com um Olhanense que se transformou numa lança portista no Reino dos Algarves. A tentativa de Jorge Costa de não se tentar associar este estado de promiscuidade desportiva resultou pior na emenda do que no soneto. Esta forma "legal" de acção do clube do bicho mitológico morto por São Jorge não é mais do que uma lavagem de outras formas ínvias de estar no desporto.

 

Este fenómeno recente chamado FC Porto já conheceu melhores dias é certo, ainda assim será curioso ter debaixo de olho este Olhanense-FC Porto.


Veremos!

publicado por Carlos às 17:19 link do post
03 de Outubro de 2009

Dizem que por ser português tenho que torcer pela selecção. Será que isto é assim tão simples?

 

Então e seu eu não me revejo nos gestos e atitudes da Nossa Selecção, tenho que "puxar" por ela só porque no meu bilhete de identidade diz que sou português?

 

Serei eu menos português do que os outros se não o fizer?

 

Ser português não será tentar melhorar e vangloriar aquilo que é bem feito e deitar fora o que não presta?

 

Pois é, ir à África do Sul com uma equipazita de rapazolas mimados e birrentos? NÃO!

Envergonhar uma geração de ouro, a dos anos 60 ou até mesmo a de Saltilho? NÃO!

 

Hoje, com todo o orgulho que tenho sou Sueco e Dinamarquês.

E em 2010, mesmo que o meu país esteja a ser representado pela maior MEDÍOCRIDADE de "pseudo - jogadores" que já vi, mesmo que a braçadeira de capitão seja "envergada" por um pobretanas de espirito e mente, eu serei ARGENTINO E ITALIANO. e lá estarei em frente da TV a gritar VIVA MESSI, VIVA BUFFON, VIVA MARADONA!

 

 

 

publicado por benfica-sempre às 15:19 link do post
03 de Outubro de 2009

Afirmou o treinador do Braga que há 6 milhões de pessoas a querer o Benfica no 1º lugar, enquanto que os outros 6 milhões, segundo ele portistas e sportinguistas, torcem para que isso não aconteça. Sabendo que o dito se referia apenas àqueles que residem em Portugal Continental, chegamos assim a várias conclusões:

 

1- Portugal não tem cerca de 10,5 milhões de habitantes, mas sim 12 milhões.

 

2- Todas as pessoas neste país interessam-se por futebol.

 

3- Só há adeptos do Benfica, Porto e Sporting. Braga e restantes clubes não têm simpatizantes.

 

4- O clube onde o dito fez escola também não o ensinou nada sobre a geografia e demografia de Portugal.

 

Provavelmente, os chocolatinhos, as meninas e a corrupção tiram todo o tempo que é necessário para informar os mais jovens sobre as questões mais banais do nosso Portugal.

 

Enfim... Uns formam homens, outros ignorantes. A propósito, não terá sido por questões semelhantes a esta que a Capital passou de Guimarães para Lisboa? 

publicado por benfica-sempre às 14:40 link do post
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31
NOTÍCIAS
subscrever feeds
Page Counter & TV

Hit Counters




pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É verdade nao deixemos o slb a ser consumido com ...
Pelo factos dados como provados? Dados Como prova...
Amigo que a liga condenou um inocente e os factos ...
Boas.Não querem trocar de links entre os nosso blo...
Gostei muito
Achei engraçado um pormenor aqui no blog ... ainda...
Olá.Visitei o seu blog e achei-o bastante interess...
filhos da puta dos portistas, metem nojo!
E o pior de tudo é que isto PRESENTEMENTE se está ...
blogs SAPO