BENFICA POWER
Connosco quem quiser, contra nós quem puder. É necessário estar atento a tudo o que circunda o Benfica com o objectivo de o debilitar. Serve este espaço para que a verdade desportiva possa prevalecer, alertando, demonstrando e denunciando tudo e todos
11 de Março de 2012

A todos os seguidores do BENFICA POWER

 

Mudámos a nossa plataforma e localização! Aguardamos a vossa visita em:

 

Página Oficial do BENFICA POWER: http://benficapower.wordpress.com/

Página Oficial do BENFICA POWER no Facebook:

 

 

 

 DESDE JANEIRO DE 2009 A DEFENDER O NOSSO GLORIOSO SPORT LISBOA E BENFICA

 

 


 

BENFICA SEMPRE

publicado por Carlos às 14:43 link do post
07 de Novembro de 2011

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

Jesus manisfestou o desejo de termos, "finalmente, um jogo sem truques..."

 

No final, Artur disse: “realmente quando o Benfica ali joga acontecem coisas do outro mundo.”

 

Se na nossa Equipa existe quem conheça bem aquele clube, aqueles dirigentes, e o que por lá se  fará são eles, e sabem concerteza muito bem do que estão a falar.

 

Mais uma vez, e começo a ficar farto de me querem fazer passar por otário, participámos e consentimos que a nossa Equipa participa-se num arraial de Cabeçudos na Pedreira.

 

Antes, a parte que nos toca, o Benfica não quis, reforço não quis entrar na Pedreira a mandar, confiante, e a tentar pôr em sentido o Braga. JJ, percebo a intenção, mas não dá, simplesmente não dá. Já tivemos 3 exemplos deste género, e a mexida na afinação da máquina deu asneira.

 

Claro, sou treinador na bancada, no sofá onde se quiser, mas saltou à vista que a equipa andou perdida em campo com Ruben Amorim na frente de Maxi (???), Javi ao lado de Witsel, e, claro a confusão que se gerou com Aimar muito recuado e completamente perdido em campo. Sem dúvida, Gaitán desequilibrava na ala mas sair em contra ataque (reforço contra-ataque, porque não entrámos a mandar) com uma única referência, Cardozo, dificilmente poderia ter dado resultado. Volto a dizer, ou era como deveria ter sido para que e de forma confiante pegassemos no jogo e aí sim, flancos, diagonais com Cardozo na área e não FORA dela, ou a história do Contra Ataque e espectativa (para quê???) creio que Rodrigo então teria sido melhor solução.

Claro, o Braga aproveitou para se chegar à frente, e não se sentindo pressionado, cá vai disto “pressionaram eles”. Mas, por fim quando o Benfica deu a volta, os jnossos ogadores intuiram que quem devia mandar eramos nós e começamos a dar velocidade ao jogo, a ganhar ritmo especialmente por Gaitán....quebramos com uma primeira falha de luz, metade dos holofotes desligados... Estranho, mas habituados que estamos a cenas destas, ainda levamos a coisa com algum humor.

 Vamos a jogo de novo, e, mais uma interrupção..... Voltámos, tentámos retomar o ritmo, e lá se vai de novo a luz. Aqui, foi O MOMENTO! aqui passámos de ter de ouvir apenas um “acidentes acontecem” para a habitual palhaçada habitual na Pedreira e um "otários". Inenarravel, ridiculo, mesquinho, ordinário e por aqui me fico para adjectivar os espedientes utilizados por quem se afigura como o sucessor de um Pinto da Costa já em final de percurso.Era de facto impossível manter qualquer ritmo, ou retomar qualquer tipo táctica ou ligação de jogo profissional num contexto destes.

 

Não sendo o único a ter esta opinião e que não é apenas de agora, é tempo de o Benfica tomar uma decisão drástica contra estes arraiais onde temos ido “tentar jogar”. Nesta altura,  garanto estarmos a passar pelos  otários que tudo toleram. Apenas dois exemplos,

O que aconteceu em Braga, ao terceiro corte de energia, acabou, Equipa fora de terreno, por falta condições.

 Além do que já referi que até num contexto amador, uma palhaçada destas pode provocar uma lesão grave a um atleta? Mas alguém pensou nisto? Assim, o que disse no momento e infelizmente ninguém deu essa ordem, era muito simples. “meus senhores, gostámos deste momento bizarro e curioso, mas, por hoje acabou, marquem lá o jogo para outro dia, quando existirem condições, e se possível, marquem para as 2 horas da tarde."

 

Segundo exemplo, o ano passado, o Benfica na visita que fez à frente de batalha em ambiente bélico no Porto. Autocarro apredejado e vandalizado a atitude edeveria ter sido imediatamente, meus senhores até à próxima, joquem sozinhos espumem-se para aí. Louvo a coragem, e provavelmente a minha vontade seria a mesma, enfrentar na face sem receio. Mas, isto não é um mano a mano simples e com honra. Não é ! É a nossa Equipa a ser humilhada e nós a sermos comidos por otários.

 

Voltando à Pedreira, como uma vez mais, permitimos o atestado de “otários do Fair Play” por lá nos mantivemos na festa onde o Proença à primeira ridicula oportunidade de nos tramar não se fez rogado e toma lá disto que o homem não devia ter nascido com braços. Penalti no último minuto de... não sei bem do quê, por nem percebi onde esteve a primeira parte. O que conta, fomos a perder para o intervalo, sem se ter jogado. A partir desse momento a luz não voltou a faltar... curioso... Para completar o arraial (do que se sabe ainda) o corte da água. Espero e desejo que de uma vez os nossos responsáveis aprendam e actuem agora e em situações futuras.

publicado por Carlos às 14:06 link do post
03 de Novembro de 2011

 

20 Minutos ao nível do valor real do Benfica não podem justificar o descanso assumido no restante tempo de jogo.

 

Entrada demolidora, remate ao poste logo primeiro minuto eum fantástico golo de Rodrigo. E assim se manteve como deve ser encarado o actual futebol do Benfica, velocidade e agressividade. Após o 20º repetimos o erro da segunda parte do jogo com o Olhanense. Benfica na expectativa e a deixar os suíços jogar, aguardando pelo erro para depois sair para o ataque. Sim o Benfica é muito forte nesta transição mas nunca desta forma lenta e previsível.

 

Perante uns suíços que não causaram problemas muito menos conseguir fazer qualquer pressão lá surgiu o seu golo próprio de quem aguarda apenas o final do jogo com a ideia errada de que o jogo estava ganho e por isso é "baixar a velocidade e deixar rolar até à meta".

 

 

Rodrigo On Fire

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Defesa macia, exibição cinzenta, proventura com excepão de Rodrigo e Maxi resultam num empate justo.

 

Resultado que em nada interfere com os nossos objectivos, e que se acorde porque a intensidade jogo dura 90 minutos e não apenas 20. A gestão de esforço faz-se no próprio jogo em equipa entendendo que se 4 ou 5 estão a gerir esse esforço os outros 6 ou 7 retomam essa mesma intensidade. Gestão de esforço de 11, resulta no que vimos.

 

Em frente Benfica

publicado por Carlos às 13:20 link do post
02 de Novembro de 2011

 

Dados da Delloitte Football Money League 2009

 

 

 
 
Estamos hoje a cumprir um contacto que nos salvou numa certa altura, mas que nos cortou a capacidade negocial até 2013. Mas, os contractos são para cumprir. E 2013 está muito próximo para terror da Sport TV

 

 

 Factos:

 

  • Existe uma Sport TV com o Benfica

 

  • Existe uma Sport TV sem o Benfica

 

  • Existirá uma Sport TV sem o Benfica? Eu digo Não, não existirá. Ou acaba, ou por fim abrem o mercado ao real Pay per View. O que fará as pessoas não terem que pagar na sua factura mensal os direitos desportivos dos saltos de Cavalo (por mais que os respeite, mas lamento não metam tudo no mesmo saco)

 

 

Recordo o alerta de Joe Berado:

 

 “Os direitos televisivos representam 50 por cento das receitas dos clubes europeus mas no Benfica significam apenas cinco por cento. O Joaquim Oliveira tem um contrato e, para o bem ou para o mal, deve ser respeitado até ao fim. Mas o Benfica tem de pôr condições”

 

Uma dessas condições como é lógico é algo dificil de digerir, como podem os contratos do (fc) porto e Sporting ter do mesmo valor de uma Marca chamada Benfica? É surreal! É urgente acabar com o monopólio da Olivedesportos de Joaquim Oliveira nos direitos televisivos dos jogos da Liga.

 

Eis porque disse, poder acabar por ser benéfica ao Benfica a confusão onde a TDT  e o meio da TV Generalista além de outras plataformas estão metidas.

 

Direitos de imagem? Direitos Televisivos do SLB? BENFICA POWER irá prevalecer!






Tendo em conta que nos Rankings de audiências de TV nos resultados do Top 20 do ultimo ano, o futebol alcança a maioria, sendo o Benfica o produto multimédia mais desejado face aos 14 milhões de adeptos espalhados pelo mundo.

Receitas de direitos televisivos de alguns dos mais importantes Clubes Europeus...

 

 

 

 

É por este motivo que move uma guerra tácita pelo controlo dos direitos televisivos do Spor Lisboa e Benfica

 

Sabendo nós que os direitos dos jogos do Benfica valem muito mais do que os 7,5 milhões de euros/ano que o clube recebe. O Benfica e a Selecção são hoje os únicos produtos que por si só garantem liderança nas audiências. Era importante que os contratos fossem ajustados à nova realidade, mas o Benfica ou renegoceia ou respeita o contrato até ao fim e nessa altura tomará opções.

 

Entretanto, é bom lembrar que em em Portugal e desde  29 de Abril, 29 localidades e muitas mais freguesias passaram já a poder visualizar a Televisão Digital Terrestre (TDT),o que corresponde aproximadamente a 40% da população portuguesa. Lembrar ainda que o concurso ao controlo de um canal generalista em sinal aberto e ao controlo de vários canais em sinal fechado culminou em Março na  exclusão das candidaturas da Telecinco e da Zon por parte da  Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) - ao concurso para o quinto canal em sinal aberto, por não reunirem "os requisitos legais e regulamentares para admissão a concurso." Neste momento, só depois de ter a garantia que a decisão da ERC se confirma, o governo decidirá se lança um novo concurso ou se define uma nova utilização para o espectro reservado ao quinto canal. No meio deste emaranhado legal e de direccionamento de mercado, surge ainda o facto de ter sido assumido que o resultado do concurso para o quinto canal diminuirá o interesse dos portugueses em aderir à Televisão Digital Terrestre (TDT).

Enfim, apesar deste habitual contorcionismo tipicamente português, acredita-se que a TDT possa ser o grande negócio da próxima década, prevendo-se que possa alcançar valores de mercado muito superiores por exemplo aos alcançados pelo mercado das telecomunicações móveis, na casa dos milhares de milhões de euros.

 

Se por um lado, temos neste momento já muito à nossa frente países que correspondem a potências futebolísticas na Europa: Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha, França, não deixa de ser curioso que porventura este limbo onde o meio TDT/Quinto Canal ainda se movimentam poderá ainda acabar por ser benéfico ao Benfica.

 

E o motivo é simples, dá tempo ao Benfica de poder aguardar o tempo legal para poder negociar livremente. em Portugal, Joaquim Oliveira é actualmente o detentor dos direitos televisivos do Benfica até 2012/2013, sendo accionista da Portugal Telecom, Zon Multimédia e grande accionista da Sporttv (Canal de sinal fechado dedicado ao desporto).Neste meio intrincado surgiu a favor do Sport Lisboa e Benfica a Opa de Joe Berardo ao Benfica e o seu interesse em ser accionista estratégico da SAD.

 

 

 

Porque foi beneféfica, ou acabou por o ser? Muito simples, foi o primeiro alerta para a importância dos direitos televisivos, tendo-se referido explicitamente a esta temática. Recorde-se que Joe  Berardo é accionista estratégico das 3 principais empresas de multimédia de Portugal, Portugal Telecom, Zon Multimédia e Sonae.com, tendo um interesse natural no futuro mercado da Televisão Digital Terrestre e principais produtos multimédia, cujo arranque representa um factor de inovação no meio audiovisual português e que, acima de tudo, vai permitir uma comunicação mais fluida com todo o universo de adeptos benfiquistas, bem como e acima de tudo, a maximização e defesa da marca Benfica.

 

Neste meio, surge a nossa Benfica TV e seus direitos televisivos. Lembro que são activos fundamentais do Benfica. Não podem nem devem ser desvalorizados por ninguém. Ao contrário do sucedido num passado, ainda bem presente na memória de todos, devemos ser intransigentes na defesa dos interesses do Sport Lisboa e Benfica.

 

Foi perceptível na altura que os valores da tv estavam muito sub-valorizados, mas não tínhamos muito poder negocial na altura. São exemplos desse passado recente os contractos longos com a Olivedesportos, Adidas, a empresa que gere o merchandising, Loja do Benfica e os namings das bancadas.

Recordar-se-ão que renovámos em 2002/03 porque tínhamos com eles uma divida avultada do famoso contrato rasgado... e que convertemos em “receita”, renovando ate 2013 (10 anos).

 

Ou seja, financeiramente, foi uma mancha, como Manuel  Vilarinho assumiu no dia que assinou. Do ponto de vista de necessidade no imediato para o clube foi à data um fundamental comprimido de nitroglicerina. Permitiu um encaixe de tesouraria relampago e a forma de tirarmos o Benfica na barra dos tribunais. Onde ede acordo com os nossos advogados, as hipóteses de ganharmos era pouco mais que nulas.

 

A actual direcção do Benfica, começou já como é sabido a definir as plataformas distribuidoras do Canal Benfica. Quem em Outubro, vier a ser eleito para o mandato até 2012, ano em que termina o contrato actual dos direitos televisivos do Sport Lisboa e Benfica, essa sim terá perante si, a responsabilidade e o poder de gerir a Marca Benfica e finalmente de forma livre negociar dentro do que a marca de facto vale os direitos de transmissão do nosso Sport Lisboa e Benfica.

 

O certo é que em 2013 é que a coisa será completamente diferente. Em suma, vamos ter que esperar para ver o real poder da nossa marca... ate 2013

 

Recordo o alerta de Joe Berado:

 

 “Os direitos televisivos representam 50 por cento das receitas dos clubes europeus mas no Benfica significam apenas cinco por cento. O Joaquim Oliveira tem um contrato e, para o bem ou para o mal, deve ser respeitado até ao fim. Mas o Benfica tem de pôr condições”

 

Uma dessas condições como é lógico é algo dificil de digerir, como podem os contratos do (fc) porto e Sporting ter do mesmo valor de uma Marca chamada Benfica? É surreal! É urgente acabar com o monopólio da Olivedesportos de Joaquim Oliveira nos direitos televisivos dos jogos da Liga.

 

Eis porque disse, poder acabar por ser benéfica ao Benfica a confusão onde a TDT  e o meio da TV Generalista além de outras plataformas estão metidas.

publicado por Carlos às 17:21 link do post
tags:
02 de Novembro de 2011

Se Intelectuais, escritores, jornalistas, artistas, sindicalistas, militares, advogados, forcados, padres, padeiros, escultores, etc etc, dinamizam fora dos espaços convencionais a contestação à corrupção conhecida, existente e apenas não condenada por meia dúzia de ratos das leis que se meteram nos buracos de artigos, mas porque se há-de manter este estado de censura mais branda, este receio de se enfrentar o mal do futebol português de há mais de 25 anos?

 

O "regime" caíu. O "Papa" da Invicta está prestes a cair da cadeira. Urge que os filhos deste regime se mantenham rebelados e mobilizados porque a Intelligentzia do País será a última a fazê-lo.Não esperemos por ela.

 

Parece ter sido piedoso o destino para Pinto da Costa (parece, veremos...). Ainda estrabucha. Ainda tenta construir uma nova epopeia com os velhos heróis e mesmo contra-heróis. O Corporativismo iniciado entre Pinto da Costa e Pedroto ainda se faz como regime austero, púdico, ritualista, cinzentão com muito vinho do porto e água benta, mas já pesado e sempre, mas sempre previsível. Em breve, será o canto do cisne. Ainda pretendem restituir a grandeza do passado podre mal cheiroso pleno de corrupção com um actual poder desportivo e acima de tudo de influência, mas apenas se dislumbra a sua queda.

publicado por Carlos às 16:59 link do post
02 de Novembro de 2011

 

Nos últimos tempos, impossibilitados de comparar a grandeza do Sport Lisboa e Benfica ao emblema do    FCP, seja em implatação Nacional e reconhecimento internacional, correndo o risco de cairem no ridículo perante tal comparação, surgiram uns quantos iluminados a querer misturar alhos e bugalhos. E assim, vai de criar um cesto onde se misturam Títulos com Troféus.

 

 

Existem actualmente 4 Competições nacionais, Campeonato Nacional, Taça de Portugal, Supertaça Cândido de Oliveira e Taça da Liga. NÂO são COMPARÁVEIS. Quem o faz só pode ser mal intencionado. Ignorante, não, desconhecedor muito menos. Está tudo nos estatutos de cada uma destas provas.

 

E afinal o que é Título e o que não é?

 

A principal competição, Campeonato Nacional da I Divisão ou I Liga. Prova antiga com tradição e extensa, 30 Jornadas a duas voltas no seu actual modelo e Universal. Qualquer Equipa o pode vencer, mesmo que se inicie no escalão mais baixo. Isto é um TÍTULO !

 

A Taça de Portugal, herdeira do Campeonato de Portugal, é a competição mais antiga, sendo igualmente Universal mas menos extensa. Ainda assim, qualquer Equipa pode chegar aos 7 ou aos 9 jogos no modelo actual. Isto é um TÌTULO !

 

As duas competições mais recentes Supertaça e Taça da Liga, não se podem considerar títulos, têm acesso reservado, não permitindo qualquer regalia desportiva ao Clube que a conquiste. Isto são TROFÉUS !

 

Assim, as duas competições que se podem considerar intrínsecamente, como títulos, o Glorioso leva vantagem de mais oito Campeonatos Nacionais e mais 9 Taças de Portugal.

 

Estas são as Contas Correctas !!! São mais 17 TÍTULOS para o Sport Lisboa e Benfica.

 

E é aqui que quero chegar, procurar meter nestas contas a Supertaça é uma tentativa de Ginástica Jornalistica à medida do Grupo Empresarial ligado a TVI´s, Sport TV´s, O Jgo, etc. A quem pertence este Grupo? Pois é...

 

Como referia, a Supertaça não confere nenhum previlégio desportivo. A FPF usa um curioso eufemismo "é mais um Troféu..."

 

História da Supertaça - Nascida e criada por Pinto da Costa em conjunto com Valentim Loureiro como uma prova particular em 1979/80 para celebrar o domínio dos dois Clubes da AFP (Associação de Futebol do Porto) nas duas competições nacionais organizadas pela FPF (Federação Portuguesa de Futebol). Na época anterior o FCP tinha acabado de vencer o Campeonato com 1 ponto de avanço sobre o Benfica e Boavista tinha vencido a Taça de Portugal.

 

Só uma curiosidade, este "Troféu Particular" teve inclusivé como palco o Estádio das Antas. Na Luz? Zero!

 

Ao contrário do que se ouve o Benfica "NÂO ESTÁ A PERDER TÌTULOS" para o FCP desde o 25 de Abril. Vejamos, a maior diferença conseguida pelo Benfica ocorreu 13 anos após a Revolução em 1986/87 mais 33 TÍTULOS. Mais 15 Taças, e 18 Campeonatos Nacionais. Após terminar a época de 2009/10 a diferença cifra-se em 16, o mesmo valor que separava os dois Clubes em 1963/64. Os 24 títulos do FCP, o Benfica já os tinha há 30 anos !!!

 

Não atirem areia para os olhos da população! Existe sempre alguém atento e não deixa que mentiras perdurem por muito tempo.

 

Nota: Texto escrito com base no excelente artigo do Jornalista Alberto Miguéns in "O BENFICA".

publicado por Carlos às 16:46 link do post
tags:
03 de Outubro de 2010

Apesar de se saber, apesar de não constituir novidade, ainda assim estas novas escutas (quantas EVIDÊNCIAS destas a justiça ainda terá mais?) deixam-me apenas com o travo amargo de ver que este país (ainda) anda mais preocupado com as comemorações do 5 Outubro do que saber até ao fim o motivo pelo qual esta gentalha não está a ver o Sol aos quadradinhos. Com tamanha vergonha ainda me conseguem argumentar e contrariar o que venho a dizer, deixem-me saír deste vergonhoso país. Deixem o Benfica jogar numa liga que não esta

 

publicado por Carlos às 10:28 link do post
23 de Setembro de 2010

 

 

Este Vilas Boas conseguiu em pouco mais de 3 meses dizer mais asneiras do que em toda a sua vida.

 

Há que lhe dar mérito.

 

Numa coisa lhe dou toda a razão. O FCP deve pedir que Vitor Pereira se pronuncie de igual forma sobre o Porto.

 

Nesse caso o dirigente da arbitragem teria direito à criação de um Canal, o "Victor Pereira TV". Emitiria durante 24 horas diárias pedidos de desculpa pelas "ajudas" ao FCP.

 

Seria uma programação interessante, um género de Borda d'Água do Futebol. Ficaríamos assim por exemplo com um programa educativo sobre a "fruta da época" e claro está o programa matinal "Café com Leite".

 

E não, não me esqueci do sucesso garantido de um programa na linha de "Horizontes da memória". Apenas não o inclui porque por si só ter "material" para a criação de um Canal "Victor Pereira Memória". Ah que belos programas iríamos poder recordar.

Este antigo aguadeiro do Mourinho não tendo propriamente vocação para a 7ª arte resolveu ser o que é,  palhaço. Está no seu direito.

 

Muito bem, o que agora vou escrever peço a alguém que lho explique porque tanto o seu Quociente de Inteligência como o seu Quociente Emocional não lhe permitiria entender. O Benfica não precisa de jogos repetidos, precisa de isenção. E se assim acontecesse, não seria um jogo apenas repetido.

 

Por falar em ressarcir alguém diga a este aprendiz que se fosse esse o caso, das duas uma, ou o Benfica teria pelo menos durante 25 anos direito a ser beneficiado pelas arbitragens ou o FCP estaria neste momento a discutir a classificação com o Boavista. E a maioria dos seu dirigentes presos.

 

Assim sendo o mínimo de vergonha naquela cara diz que se deveria manter calado e não levantar grandes ondas.

 

Há cada cromo...

publicado por Carlos às 20:30 link do post
15 de Setembro de 2010

 

"Sporting acusa Benfica de «tentativa de pressão» sobre a arbitragem"

 

Rogério Alves Dixit...

 

Devo avisar que serei sectário, faccioso, inflexível e duro neste meu débil empenho em afirmar o meu desprezo pela comunidade do clube do Lumiar.

 

Desde o dia em que vi Zé Bettencourt - a quem neste texto passarei a tratar por Betu Curt – a saltar já como presidente eleito ao lado de Dias Ferreira e a gritar um cântico insultuoso para com o Benfica, lembrei-me da complacência que a maioria dos benfiquistas contra minha opinião sempre tiveram para com clubes como o Sporting e Belenenses, “coitadinhos” é o que ouço! Pois bem, tal como um insecto sem qualquer utilidade são para esmagar. Como saberão quem me é mais próximo, nesta coisa das rivalidades sabem como funciona o meu benfiquismo.


Para mim, o FC Porto é uma invenção recente. Tenho-os unicamente como pretendentes às provas que disputamos. Tal como tinha o Marselha e o Bernard Tapie, entretanto preso ou também a Juventus e Luciano Moggi igualmente enclausurado ou ainda o Steua de Bucareste e o seu Gigi Becali, preso recentemente. Porto, não gosto deles é certo, mas não me aborrecem. Apenas em circunstâncias em que alguma afirmação do seu chefe que nos seja dirigida. Aí sim, caio-lhes em cima com tudo.

 

Estou mais que habituado às atoardas prontamente acolhidas e abençoadas pelos seus Bispos, sabujos, subalternos e fiéis ao “Santo Padre” da invicta. Mesmo assim o meu assomo até é mais com a pessoa “Pinto da Costa” do que com o clube. Analisadas bem as coisas, consigo fazer uma separação das águas e dizer que em relação ao FC Porto apenas não gosto da claque organizada deles a mais conhecida, aquela que estoira com estações de serviço, mostrando uma tremenda coragem por atemorizar meia dúzia de funcionários desses locais e do seu presidente. Um, PC da Costa está identificado, outro, nem liga a futebol, apenas olha com carinho as marcações brancas do relvados. O resto é-me mais ou menos indiferente.

 

O meu benfiquismo faz com que o rival do meu clube seja aquela colectividade que mora para lá da segunda circular para os lados do Lumiar. Aí sim, não divido nada, vai tudo à frente por igual. Odeio tudo o que tenha a ver aquela agremiação. As excepções são alguns amigos que escolheram passar pela vida carregando a cruz de apoiarem aquele clube, e são pessoas decentes de quem eu gosto muito, mas regra geral o adepto osga, vulgo lagarto típico é bem retratado pelo Dias Ferreira. Sempre que penso em “lagartos” surge-me de imediato na mente um campo pleno de barbados todos vestidos de talibã, cabelo untado a espumar e com uns olhos artilhados de ódio alheados ao seu próprio clube, sem sequer olharem para o relvado do seu campo, apenas interessados no que se passa do lado de cá de Lisboa do outro lado da segunda circular. Eis como vejo o típico lagarto. Exemplo desta imagem é o facto da maioria lagarta ter na personagem Dias Ferreira um excelente talibã nos mais que previsíveis pretensos ataques ao Glorioso.

 

Como não gosto mesmo nada de me andar a irritar com este assunto, lido com este ódio ao clube do avozinho pura e simplesmente ignorando-os e procurando esquecer que existem. Início de época, procuro não saber nada sobre eles. Não vejo os jogos deles, não quero saber se foram roubados ou beneficiados, não vejo resumos dos seus jogos, quando surge algo sobre lagartos na imprensa escrita de imediato passo à frente as páginas que lhes dizem respeito. Mas estarei atento a este Betu Cu-rt. É capaz de ser interessante seguir algumas das suas tiradas. Além claro de manter à linha de vista a “Santa-Aliança” Roquete+Pinto da Costa seguida por Betu Court . Ao ver alguém ligado a esse clube a ser entrevistado na televisão vou continuar a mudar de canal. Espero assim conseguir manter-me afastado de assuntos Osgó-lagartianos.

 

Apenas se torna impossível de atingir este objectivo pelo menos durante duas semanas por ano, altura em que o Benfica tem que jogar com eles. Sinto este mau estar nestes últimos dias por saber que pelo menos durante duas semanas no ano não terei hipótese de ignorar a existência da agremiação do Lumiar, porque mesmo os nossos jogadores e técnicos têm que falar sobre eles.Eis porque ignoro por completo isto que chamam de Derby da Capital. Existe algum no Domingo?


Mas a pior de todas as semanas, é esta mesmo. É mais dolorosa, é a que antecede a visita das osgas à Luz. O Estádio da Luz é um santuário, uma zona livre de répteis. Quando eles vão à Luz é como se a estivessem a profanar. Bolas para isto, lá estou eu de novo nesta fase final da pior semana do ano.Não tenho hipótese: vou ter que ver aquelas camisolas horrendas pisarem o relvado da Luz; vou ter que me cruzar com aqueles adeptos que seja qual for o resultado nunca perdem, são sempre derrotados por factores extra-futebol, por detrás dos quais está sempre o Benfica a puxar os cordelinhos. São ainda aqueles que bramem mais desalmadamente um golo de um adversário do Benfica seja ele qual for, seja em que competição for, do que um golo do seu próprio clube, são aqueles que chegam ao cúmulo de desejar a derrota do seu próprio clube contra um adversário directo do Benfica, de forma a alimentarem a esperança que o Benfica não ganhe uma competição. E ainda aqueles que em qualquer jogo, em vez de puxarem pelo seu Clube dedicam a utilização das suas pobres gargantas a insultar o Benfica. Desde muito pequeno que me lembro de ter este desprezo pelo clube do avozinho. Recordo-me de algures no tempo, ir ao antigo estádio de Alvalade (quando o Benfica lá ia jogar) com um familiar e de me dar a volta ao estômago quando, a meio do jogo, se começava a ouvir uma espécie de balido vindo lá debaixo da pala: 'Cepór... tém! Cepór... tém!'. Assim mesmo, dito num ritmo muito lento, como se tivessem que tomar fôlego entre as duas sílabas. Aquilo não chegava a ser um grito de incentivo, ouvia aquilo e imaginava uma multidão de mitras empoeiradas que de repente, numa espécie de dor compulsiva a soltar aquele som, aquela espécie de lamento que na sua própria entoação encerrava toda a desgraça e tristeza que era ser adepto daquele clube, e entre as duas sílabas tivessem que tomar fôlego para evitarem desfalecer. Normalmente um lançamento perto da nossa área ou dois pontapés de canto seguidos eram a fagulha que provocava esta manifestação de fervor sportem…guista. 'Cepór... tém!' - lastimava-se o povo, no meio de uma nuvem de poeira e traças entretanto levantada pelos seus adeptos. Depois se o árbitro marcava um lançamento ao contrário, soltava-se um prolongado ganir sofrido, como se Moisés tivesse despejado sobre eles toda a sua ira sob a forma de pragas de proporções bíblicas. Desde pequeno que a palavra 'Ceportém' criava na minha mente imagens cinzentas, cheias de bafio e poeira e gente velha com fatiotas escuras a cheirar a éter. O Benfica e o vermelho pelo contrário faziam-me pensar em alegria, emoção, paixão e gente entusiasmada. Até na forma como os golos são festejados os adeptos são diferentes. Um 'Golo!' gritado por adeptos do Benfica é diferente de um 'Golo!' gritado por adeptos do Campo Grande. O nosso 'Golo!' é um golo alegre, o Benfica marca golos, e os outros sofrem, porque nós somos mais fortes. Isto é o que é natural. O ‘Golo! ‘ deles encerra algo de velório, estranheza e desespero. Até a história da formação da agremiação de Alvalade é ridícula, nascidos que foram de uma birra entre queques chateados por não se organizarem mais bailaricos no Campo Grande Football Clube, e amuados por não terem sido convidados para um piquenique. Lá foram pedir dinheiro ao avozinho de um dos queques e lá fizeram o seu clubezeco privado. Eis a explicação da tara que são um clube 'diferente'. Ó confraria produzida em série em camarins bolorentos e empoeirados, e cada um deles parecendo fazer parte de uma qualquer confraria de agentes funerários. Todos com palas que apenas lhes permitem olharem na direcção do Estádio da Luz, e constantemente observar e comentar o que por lá se passa. São capazes de estar a ser violentados a sangue frio por um qualquer padrinho e respectivos comparsas mais a norte, que entre duas bordoadas ainda arranjam tempo para erguer uma mão ensanguentada, apontar um dedo na direcção da Luz. Eu não consigo apreciar os jogos do Benfica contra o clube do Lumiar. Para mim são uma experiência horrível, o culminar de uma semana em que apanho uma dose de clube do avozinho é superior ao acumulado do resto da época toda. Chego a ficar agoniado ao olhar para o campo e ver aquelas camisolas horripilantes ao lado das nossas. Farrapos verde e branco que se arrastam pelo relvado. Eis a minha resposta aos que me vêm com histórias de que eu deveria era considerar o FC Porto como o nosso grande rival, não fazem ideia do que falam. Esses estão identificados, são um fenómeno recente que devido a corrupção estão a ter direito ao seu tempo de fama. O Clube do Campo Grande desde os motivos que motivaram o seu nascimento que ao abrigo de um epíteto de eterno segundo clube de Portugal beneficiam do nosso beneplácito.

 

Que a imagem do seu presidente ao lado de Dias ferreira a berrar a plenos pulmões impropérios para com o Benfica faça com que a imagem de “coitadinhos” termine de vez. Domingo há Derby? Quero lá saber...

 

 

 

Para este anti-benfiquista que fez a sua carreira de troféus e glória no FC Porto e que só voltou para o "clube do coração" quando mais ninguém lhe pegou e se andava a arrastar em Itália, deixo uma palavra: a cultura anti-benfiquista no Sporting cresce à medida que o Benfica ganha mais e o Sporting menos. E eu como benfiquista também já gritei muitos golos do Sporting em algumas ocasiões. Dentro do Benfica há de certeza muitos antis-sporting ou porto. A questão é que esta situação, de ano para ano, é mais mostrada por quem manda, por dirigentes e jogadores do Sporting. Para quê? Parece ser mais importante reforçar o anti-benfiquismos que  a paixão pelo sporting. Para quê? Para acicatar os idiotas que depois mandam pedradas num mero jogo de putos?? Ou que invadem campos? Somos todos iguais. A diferença é que uns são mais que outros e eu acho que o sporting neste momento vive uma necessidade enorme de colocar gente a mostrar anti-benfiquismo publicamente.

publicado por Carlos às 20:44 link do post
14 de Setembro de 2010

Por vezes as insónias pregam-nos partidas… Levantei-me, cerca das três horas da madrugada, e fui ver televisão. Costuma ser o melhor soporífero. Sucede, porém, que sintonizei a RTPN e deparei-me com a retransmissão das palavras de quem se diz Secretário de Estado do Desporto sobre o Benfica, Vi e ouvi com atenção e perdi completamente o sono.

 

 

Na altura em que olhei para o televisor, e ouço um membro do Governo de seu nome Laurentino Dias dizer "O barulho não é bem-vindo e não nos assusta. No desporto, o barulho bom é o dos adeptos, nos festejos das vitórias e no aceitar, tranquilamente, o momento em que não há vitórias mas derrotas. Desse barulho gosto. O outro não é bem-vindo, mas é próprio em Portugal e em qualquer país do Mundo." O desporto movimenta paixões e tem uma intervenção muito forte por parte das pessoas. Essas situações não me assustam

 

E eu a pensar que este senhor era um membro de governo e que cuidava do desporto... Este fala barato com cabelo à sportinguista, é uma nulidade na função e como pessoa. Como habitualmente digo, "é um gajo porreiro...apenas tem um pequeno problema, não interessa a ninguém..."

 

Hoje, dou com esta pesonagem a dizer que não desrespeitou o Benfica...

 

Meu caro Laurentino Dias, desrespeitou por duas vezes, primeiro com as suas palavras de gozo de ontem, e hoje ao mentir descaradamente.

 

 

Lembro António José de Almeida " O direito à revolta é uma coisa sagrada" . Assim fico extremamente contente que hoje a Direcção do Benfica tenha oficializado esse mesmo grito de Revolta.

 


 

Tal como já aqui tinha escrito nos meus anteriores Posts os Benfiquistas deveriam assumir uma posição de indignação e concretizá-la na prática contra este sistema que está de volta.

 

Do  Plenário dos Órgãos Sociais que pode ser lido aqui na integra, resumo e realço os seguintes pontos:

 

  • Reafirmar a total confiança do Clube nos seus atletas e na sua equipa técnica, e a garantia de que ninguém vai desistir dos objectivos propostos no início da presente temporada. Resistir é próprio dos que nesta casa se bateram e continuarão a bater pela verdade no futebol português...(...)

 

  • (...)O futebol não é viável sem verdade e sem acções. O senhor Vítor Pereira deve pronunciar-se sobre o que se passou, sobre o que pensa fazer para o futuro e sobre o entendimento que tem – na forma e no tempo - sobre a homenagem promovida no dia 5 de Setembro, pela Associação de Futebol do Porto, ao senhor Olegário Benquerença.

 

  • Citando o Presidente da UEFA, Michel Platini “os árbitros incompetentes devem ser varridos do futebol”. Pela nossa parte, acabou a tolerância com árbitros incompetentes ou habilidosos.

 

  • Compreendemos e associamo-nos ao movimento de indignação que desde sexta-feira varre o país. Face à adulteração da verdade desportiva, queremos pedir aos sócios e adeptos do Benfica que continuem a apoiar, de forma inequívoca e sem reservas, a equipa nos jogos que o Benfica realiza no Estádio da Luz, mas que se abstenham de se deslocar aos jogos fora de casa.

 

A nossa ausência será o melhor indicador da nossa indignação.

 

  • Solicitar ao Presidente do Sport Lisboa e Benfica a suspensão imediata de quaisquer negociações relativas aos direitos televisivos relativos aos jogos da sua equipa profissional a partir da época 2012/13 que possam estar a decorrer com a Olivedesportos. Mais, foi igualmente solicitada uma avaliação no sentido de apurar a possibilidade do Clube passar a gerir de forma autónoma os seus direitos audiovisuais.

 

  • Não podemos continuar a tolerar que a falta de seriedade dentro de campo tenha a cumplicidade daqueles que, tendo os nossos direitos televisivos, não revelam isenção na análise e camuflam os erros daqueles que sistematicamente nos prejudicam.

 

  • Equacionar, em face do desgaste e da falta de garantias de isenção na arbitragem agora evidenciadas, a participação na presente edição da Taça da Liga.

 

  • Declarar o Secretário de Estado ‘persona non grata’ pelo trabalho que prestou ao futebol português. Abandonou a anterior Direcção da Liga no seu combate pela credibilização do futebol português, alheou-se – por completo – do processo “apito Dourado”. É, ainda, o responsável por nada fazer para aplicar a lei, pelo que a arbitragem e a Comissão Disciplinar continuam na Liga, quando já deviam estar na Federação Portuguesa de Futebol desde 1 de Julho.

 

Em frente SPORT LISBOA E BENFICA !!!  

 


publicado por Carlos às 13:28 link do post
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
NOTÍCIAS
Page Counter & TV

Hit Counters




pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É verdade nao deixemos o slb a ser consumido com ...
Pelo factos dados como provados? Dados Como prova...
Amigo que a liga condenou um inocente e os factos ...
Boas.Não querem trocar de links entre os nosso blo...
Gostei muito
Achei engraçado um pormenor aqui no blog ... ainda...
Olá.Visitei o seu blog e achei-o bastante interess...
filhos da puta dos portistas, metem nojo!
E o pior de tudo é que isto PRESENTEMENTE se está ...
blogs SAPO